A minha família, amigos e namorado ultimamente têm andado a "implicar" comigo face à minha dedicação ao blog e isso pôs-me um pouco triste.
Quando estou com alguns deles, o meu blog é sempre chamado à conversa, do género: " vais já postar isso no blog", "não devias de falar tanto da tua vida", bla bla... 
Que seca, já estou cansada que me pressionem. Todos temos as nossas "paixões" ou vícios, como quiserem chamar e o meu é escrever e ler, daí a minha razão de ter criado este cantinho.
A cada cigarro que a minha mãe fuma, eu escrevo um post. A cada 3 musicas que o meu namorado insere no ipod, eu escrevo um post. A cada 30 sms que os meus amigos enviam eu escrevo um post.
Com isto tudo, eu quero dizer que cada pessoa faz aquilo que mais gosta no seu tempo livre e não há que discriminar.
Ok, talvez me tenha dedicado demais ao blog, ou não, pois eu gosto mesmo de vir até aqui escrever algo, nem que seja desejar boa noite.
Muitas destas pessoas criticam-me porque não possuem um blog e não entendem o quanto isto pode ser uma terapia para dias menos bons que tenhamos. 
Do que depender de mim, irei continuar a falar de mim, do que eu gosto e não gosto, da roupa que aquela e a outra traziam. 
O mundo das meninas é composto por estas coisas e não há homens nem mulheres adultas que o possam sentir e compreender.

Vocês por vezes também se sentem assim, "discriminadas" por dedicarem o vosso tempo ao blog ?