Segundo a revista Sábado "Levou 20 anos a ser concluído e diz que os danos causados pela droga são menores quando comparados com os do tabaco.
O estudo, realizado por investigadores da Universidade da Califórnia (São Francisco) e da Universidade de Alabama (Birmingham) e apresentado no 'Journal of the American Medical Association', sugere que fumar marijuana uma vez por semana não prejudica os pulmões, mas mantém as reservas para aqueles que fumam uma ou mais diariamente, durante vários anos.
Os autores explicam: "É necessário manter a cautela e moderação no consumo da marijuana".
Este estudo - o maior e mais longo alguma vez registado - permite adiantar que, apesar da marijuana deter os mesmo produtos químicos e tóxicos do tabaco, ela não apresenta igual risco de doença. Aparentemente, poderá ser a substância conhecida como THC da planta que permite inibir os efeitos. 
"Esta substância ajuda a combater a inflamação e pode neutralizar várias efeitos químicos", explica o médico Donald Tashkin, responsável pelo estudo. 
A amostra foi de aproximadamente 5100 homens e mulheres com idade compreendidas entre os 18 e os 30, em várias cidades dos Estados Unidos da América, os quais foram alvo de exames pulmonares periódicos. "

Numa fase da minha vida, namorei com um rapaz que consumia diariamente duas ou mais por dia, isto se era apenas marijuana, ao qual nunca soube e sinceramente, hoje não me interessa saber. 
As nossas discussões partiam muitas vezes devido ao facto de eu não gostar desse seu vicio e de lhe pedir que ao menos quando estivesse comigo, não o fizesse antes nem durante a minha companhia, mas as minhas prezes nunca foram ouvidas e discutíamos imenso. Isto é apenas um exemplo, se contasse certas coisas, iriam ficar chocadas, mas como dou a cara neste blog, não o posso fazer, mas alerto às raparigas que namorem com este tipo de rapazes que não é saudável.
Alertava-lhe para os malefícios que isso poderia trazer para a sua vida profissional e social, já nem diria pessoal, porque era tempo perdido.
E a desculpa dele era: " Antes uma ganza que um cigarro. Faz menos mal". Ele nisso tinha razão, mas se ele apenas consumisse uma vez por dia/semana... Alias, ele fumava as duas coisas, enfim. 
Mais tarde ele terminou comigo. Sofri muito, mas hoje olho para ele e penso " abençoada ganza que te fez terminar comigo, pois tu já és dependente da mesma. Sem falar do aspecto físico dele, todo magro, com aqueles olhos semi abertos".
Isto tudo para vos dizer, que consumir de vez em quando, muito de vez em quando, poderá não prejudicar, mas também não irá fazer bem, certo ? 
Eu já experimentei e gostei, apenas fumei duas vezes e dei apenas uma/ duas passas, das quais nem consegui inalar correctamente, portanto, acho que nem me deu aquela "pica" que deveria dar, mas o sabor é melhor que tabaco, mas se puderem evitar experimentar ou assim, melhor.