Acho que a solidariedade é genética, pois eu e a minha irmã sempre que possamos gostamos de ajudar os outros, aqueles que realmente precisam e que através de pequenos gestos, mudamos as suas vidas. E aqui estou eu, a pedir-vos ajuda para um menino chamado João. 
Uma amiga de escola da minha irmã, Elsa Brilhante, desejou ser mãe. Sonho de muitas mulheres. Uma gravidez perfeita, muito amor e carinho pronto a entregar a um bebe que de tudo tinha para ser saudável, pelo menos assim se achava até ao seu nascimento. 
O João é um menino com 17 meses e uma condição especial. Aos 2 meses foi-lhe diagnosticada POLIMICROGIRIA, uma malformação cerebral que lhe afecta a parte cognitiva e motora. Com 17 meses o João ainda não segura a cabeça, não se senta sozinho, não agarra objectos e não fala.
Até aos 4/5 anos de idade o cérebro está em maturação, e embora exista uma malformação cerebral podemos estimular o cérebro a aprender movimentos e a repeti-los.

Queremos levar o João a Cuba, ao Ciren, para ver a sua evolução com fisioterapeutas que trabalham com os pacientes 7 horas por dia.

Para as que queiram ajudar através de doação de tampinhas de plástico, terá que aceder ao grupo Vamos ajudar o João e descobrirem o ponto de entrega na vossa cidade, caso não haja, basta dizer a sua cidade e trataremos de encontrar um estabelecimento onde possa entregar. 
Caso queira ajudar monetariamente, por muito pouco que seja, quando digo pouco, refiro-me mesmo a 0,20, 0,50€. O que interessa é ajudar, pois como diz o ditado, grão a grão, enche a galinha o papo e nós queremos o papo do Joãozinho bem cheio. 
Conto com a vossa ajuda, quer seja de uma destas maneiras ou apenas divulgando nos vossos murais, blogs, etc. 
AJUDAR NÃO CUSTA NADA! ENTREGUE AS SUAS TAMPINHAS.