Como é do conhecimento de quase todas as minhas seguidoras, aproveitei as férias da Páscoa para passear e conhecer um pouco de Lisboa, mas o meu namorado fez-me uma surpresa. Antes de decidirmos escolher Lisboa como destino, eu tinha pensado em visitar Sintra, pois sempre disse " por favor, não posso morrer sem ir ao Palácio da Pena". Desde miúda que sonhava vestir-me de dama antiga e visitar o palácio, isto porque num dos episódios de "Uma Aventura", o local escolhido para cena foi este mesmo palácio e eu a partir daí nunca mais esqueci aquele lugar e sonhava em viver as mesmas aventuras que eles. Coisas da idade!
O grande problema é que não havia pousadas da juventude e os hotéis eram um pouco caros, daí ter adiado este meu sonho, pelo menos pensava eu. O meu querido namorado levou-me até Sintra, no nosso 1º dia de roteiro. Gostei imenso, mas fiquei um pouco preocupada, pois já tinha realizado um plano de viagem e isto ia fazer com que tudo fosse por "água abaixo".
Sem mais preocupações e bastante empolgada, lá partimos nós para as nossas mini férias!!!
Ao chegar a Sintra, perto da hora de almoço, pois fomos bastante preguiçosos ao acordar, estacionámos o carro num parque de estacionamento com um belíssimo jardim.



A nossa ideia era percorrer todos os cantinhos a pé, de maneira a conhecermos melhor e sem a preocupação constante de conseguir um lugar de estacionamento, e até a um certo ponto, mantemos essa ideia em prática, o pior foi quando decidimos ir até ao palácio da pena a pé, que julgávamos ficar a uns 2 km do centro histórico da vila. 
Para ganharmos força para todas estas caminhadas, fomos almoçar ao Puro Sabor, uma casa de sandes e saladas, pois tínhamos pouca fome e economizar era a nossa regra nº1. 



Depois do almoço, visitámos algumas lojinhas tradicionais e demos rumo até ao Palácio da Pena a pé, o que se tornou uma grande aventura. Após termos feito 3km a pé, encontrámos uma placa que dizia "8,7", ou seja faltavam 8,7 km para chegarmos até lá. 
Por mim, teria continuado, já que tinha caminhado até ali, mas o meu namorado não tinha calçado prático e optou por regressarmos, onde aproveitámos para tirar algumas fotografias, que na viagem de carro não seria possível.

Uma casa perdida no meio da Serra. 

Ao longo da estrada, encontravam-se pétalas de Camélia em degradé.

Ir a Sintra e não registar um beijo romântico, é como ir a Fátima e não visitar o Santuário.


Com esta brincadeira toda, realizámos uns 7km a pé e Palácio da Pena nem vê-lo.
Ao chegarmos ao carro, lá percorremos novamente a Serra e percebemos que até se fazia bem todos aqueles quilómetros, mas agora já não havia nada a fazer, apenas aproveitar e visitar. 
Finalmente, comprámos o bilhete (caríssimo) para visitar o Palácio e os seus maravilhosos Parques. 
Com um mapa na mão, água e máquina ao pescoço, demos inicio à nossa aventura. 

1. Entrada/Bilheteira
2. Jardim da Rainha
3. Sequoia Sempervirens
4. Picadeiro
5. Palácio da Pena
6. Vale dos Lagos
Registo Fotográfico 
5.
5.
5.
5.
5.


5.

5.
5.

6.

6.

6.

6.

Umas turistas que não resisti em captar as suas roupas!



Terminando a visita ao Palácio e ao Parque fomos até ao Parque das Nações, onde ficámos hospedados na Pousada da Juventude, que eu já tinha mostrado algumas fotos neste artigo. 
O atendimento é fantástico, pessoas muito simpáticas, mas já as condições, deixou muito a desejar.
Quanto ao quarto, as paredes brancas, quase que nem eram brancas, estavam um pouco mal estimadas, com alguns riscos. A mobília era de fórmica, o que faz com que se estrague mais facilmente e tenha riscos.
Até aqui, tudo minimamente aceitável, o pior mesmo é a casa de banho, que horror. Os azulejos são horríveis, o chuveiro é daqueles que existem nas piscinas municipais, ou seja, para se tomar banho, tem que se estar sempre a carregar no botão, sem falar que a porta não tinha trinco, o que fez com que inundasse o chão enquanto tomava banho, sem falar que nem temos prateleiras para colocar acessórios necessários para o banho. 

A caminha dos "noivos" :p
O meu tocador.  Maquilhagem e esticador. 
Os meus essenciais  do banho.
Os meus essenciais após banho.
Ao jantar, fomos até ao Vasco da Gama, que sinceramente há muito que não ia e sinceramente não gostei muito, pois quase que andávamos às escuras, mas tem lojas interessantes, que davam imenso jeito em Leiria.
De seguida, fomos até Santos, a um Bar que se chama: "A Hora Espanhola", em que a decoração era apenas de arte Tauromáquica, dá-nos a sensação que estamos na Golegã, aliás, os clientes eram tipicamente meninos "betinhos" e assim. Gostei muito e aconselho. 
E foi assim o meu 1º dia deste mini roteiro Lisboeta, amanhã conto como foi o 2º dia. (No final da resenha  dos três dias, indicarei preços e nomes de tudo).