Todos os meses somos "bombardeadas" por dezenas de revistas dedicadas especialmente para o público feminino abordando temas como a moda, beleza e saúde, mas será que devemos de as adquirir? Se sim, quais? 

Pois bem, ao longo destes meses, decidi adquirir algumas revistas que o público feminino português lê na sua maioria e analisei-as mediante o seu conteúdo vs preço.

As revistas analisadas foram a Saber Viver, Continente Magazine, Happy, Vogue, Cosmopolitan, Elle, Máxima e Prevenir.
Das oito revistas, duas delas são compra obrigatória. São elas, a revista Saber Viver e a Continente Magazine.

A revista Saber Viver é a a minha preferida. Atualmente apresenta uma nova versão, mas já era fã do modelo antigo que se dedicava mais à saúde. É um revista que aborda diversos temas, tais como: estilo, beleza, alimentação, saúde, casa, lazer, gestão, etc, ou seja, é uma revista super completa que contempla 160 páginas aproximadamente pelo preço de 2,50 EUR. LEITURA OBRIGATÓRIA!

A minha segunda revista preferida é a Continente Magazine, pois aborda diversos temas, mas principalmente porque apresenta imensas receitas e muitas delas low cost. Pelo preço de 1EUR, sendo que 0,50EUR vão para o cartão, acho que é uma boa escolha para as amantes de cozinha e do lar. LEITURA OBRIGATÓRIA!

Das seis restantes gosto de aquirir a Vogue e a Prevenir quando existe possibilidade financeira para tal, pois como podem constatar 2EUR aqui, 2EUR acolá, no final dará uma soma de dois dígitos, o que não é agradável de todo. Continuando, adoro a revista Prevenir. Pertence ao grupo da Saber Viver e trata-se de uma revista de saúde, ou seja, todos os temas abordado remetem à alimentação, prevenção de doenças, etc. No entanto, o motivo pelo qual não a adquiro todos os meses é o preço da mesma 2,20 EUR face ao tamanho da mesma (A5), mas caso tivesse estabilidade económica-financeira era uma compra mensal obrigatória, sem dúvida. 

Relativamente à revista Vogue, não a acho nada interessante, principalmente porque apresenta produtos/peças fora do meu orçamento, que muito dificilmente poderia adquirir, mesmo que tivesse um ordenado de 3000 EUR mensais. Sem falar da publicidade em demasia e do preço 3,50EUR. No entanto, quando posso, compro, pois como blogger tenho que me manter atualizada. 

Quanto à Happy, é uma revista que gosto imenso de ler, mas só a leio quando oferecem nas bombas de gasolina galp mediante um abastecimento de 30 EUR em gasóleo no início de cada mês. Para as interessadas, apresenta um total aproximado de 150 páginas por edição pelo preço de 2,50EUR. 

E para finalizar este artigo, eis as revistas que não voltarei a adquirir: Cosmopolitan, Elle e a Máxima. Para além de serem caras, o seu conteúdo é deveras desinteressante. Não tenho palavras para descrever o sentimento que estas me causam assim que as comprei. 

Em suma, por muito pouco dinheiro que tenham para investir em revistas, a Saber Viver é leitura obrigatória. 

TODAS AS REVISTAS FORAM ADQUIRIDAS POR MIM.

20 comentários

  1. Eu sou assinante da revista Activa desde sempre...só compro outras revistas qd tenham algum artigo imperdivel, porque acabo por nao ter tempo para ler e a maior parte das revistas vem carregada de artigos publicitarios e publicidade. Muito de vez em quando compro a saber Viver.A happy é a revista que menos gosto, ganhei uma vez uma assinatura e calhou-me essa revista e os assuntos andam sempre a volta de sexo, perder peso com Lev e mais um cadinho de sexo, mais um artigo sobre perder peso com lev...lololol :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso tens razão. A Happy engloba muitos temas para adolescentes, nomeadamente: sexo! ahah.

      Em relação à activa, nunca comprei, portanto não tenho uma opinião formada.

      with love,
      loveandotherdrugs

      Eliminar
  2. isto é o meu maior vicio infelizmente, pois ao fim do mes, parece que nao, mas ja sao bastantes €.
    dantes comprava quase todas de moda e afins, ate estrangeiras, mas aos poucos tenho vindo a cortar... volta e meia compro so a now ou look (inglesas, com o seu que de gossip e moda, e é uma maneira de me sentir mais 'perto' daquele pais que tanto adoro lol), ou as vezes a cosmo (é silly mas eu gosto). a elle e a vogue so quando os editoriais me interessam.

    http://rrriotdontdiet.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As revistas são demasiado caras, na minha opinião, claro, mas tendo em conta o preço das semanais (tv7dias, maria, etc) são em conta e muito mais interessantes!

      Nunca comprei revistas estrangeiras :o

      with love,
      loveandotherdrugs

      Eliminar
  3. Eu de vez em quando faço uma assinatura das portuguesas, mais por causa das ofertas que outras coisas. Honestamente acho que o conteúdo não é grande coisa e prefiro comprar de vez em quando uma das estrangeiras. A Happy já me passou pelas mãos e a única coisa de interesse que tem são os vales...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como citei no comentário anterior, nunca adquiri nenhuma revista estrangeira, portanto não tenho qualquer opinião. Sim, a Happy traz vales, mas não utilizo nenhum -.-

      with love,
      loveandotherdrugs

      Eliminar
  4. Das que falas, já fui assinante da Activa mas deixei de ser. Já li Máxima, comprei algumas Vogue e uma revista que gostava do meu tempo de "miúda", a Ragazza. Confesso que a única que compro (sou assinante até da versão pocket) é a Cosmopolitan. O conteúdo não é nada por aí além mas acho divertida (dá para passar o tempo) e tem sempre novidades a nível de beleza e moda bem mais acessíveis do que nas restantes revistas como Elle, Vogue e do género.

    ResponderEliminar
  5. Gosto da Lux woman, já há muitos anos que a leio. Tem o seu quê de interessante, nem sempre..é mais habito que outra coisa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Outra revista que nunca li é a Lux Woman.
      O publico alvo parece ser para as pessoas com idade da minha mãe (casa dos 50). Tenho essa ideia :s

      with love,
      loveandotherdrugs

      Eliminar
  6. Eu adoro revistas femininas, é mesmo um prazer chegar ao fim do dia e descontrair com uma. De todas, provavelmente a que mais gosto neste momento é a Activa. Gosto muito de certas partes da Saber Viver (como as receitas low cost,entre outras), e de vez em quando (quando as capas ou os brindes são bons) compro a vogue e a elle que, noutro estilo, tambem sao interessantes. A máxima tambem já me cativou mais, mas continua a ter assuntos muito interessantes e diferentes. A cosmo é muito divertida, mas é um bocadinho sempre do mesmo. A happy é a única desse género que eu não consigo ler. Nunca gostei e por isso nunca comprei.
    Experimenta a Activa (e desculpa o testamento, mas as revistas são a minha perdição :P)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Irei ter a sua opinião em conta e irei arriscar a comprar a activa :)

      with love,
      loveandotherdrugs

      Eliminar
  7. Eu costumo comprar a Prevenir, nem sempre todos os meses devido ao preço como referiste, mas gosto muito.:) a continente magazine também costumo comprar certos meses.:)

    ResponderEliminar
  8. Nunca adquiri as revistas saber viver e da Continente, mas agora fiquei curiosa e talvez as venha a adquirir futuramente para dar uma espreitadela e ver se gosto delas :)
    Se há revista que eu acho que tem vindo a regredir um pouco no que toca a conteúdos é a Cosmopolitan, sei que é uma revista que imensas raparigas compram mensalmente e sem a qual não vivem, mas eu há muito que deixei de a comprar.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Hum... leio essas todas e mais algumas, à excepção da Continente magazine. Concordo com a escolha da Saber Viver como a melhor para mim e para os meus interesses. Penso que depende muito dos conteúdos que gostas de ler e por vezes as revistas até acabam por se completar umas às outras. Pessoalmente, se fosse homem, comprava a Men's Health todos os meses. Acho-a mesmo interessante!!

    A Vogue deste mês está excelente! A começar por uma capa impactante e com conteúdos interessantes. Apetece mesmo lê-la na companhia de um bom chá. Já a Máxima, em Julho, fez uma edição muito boa centrada no poder feminino - http://ararapintada.blogspot.pt/2013/07/maxima-julho-2013.html . No entanto, percebo quando não as consideras primeiras escolhas.

    Pessoalmente, e como tenho acesso facilitado às revistas portuguesas, as minhas compras vão para os meios do nosso país vizinho. A Telva quando apresenta os suplementos moda é um ótimo investimento (http://ararapintada.blogspot.pt/2013/08/revistas-espanholas-vogue-glamour-elle.html). Este mês a Vogue Es (c/ suplemento crianças - ias adorar para por causa do teu sobrinho; + suplemento beleza + amostra verniz OPI) está super completa com um preço abaixo dos 4€ ! Da última vez que estive em Espanha comprei a Glamour e gostei muito (http://ararapintada.blogspot.pt/2013/08/revistas-espanholas-vogue-glamour-elle.html), por cá nunca a comprei por isso não sei os preços. Acho que se tiveres facilidade com a língua, ias gostar de dar uma espreitadela numa destas revistas. Claro que traz algum conteúdo um pouco distante para nós, como entrevistas a celebridades de lá, mas também apresentam bons editoriais, bons artigos e entrevistas a criadores internacionais.

    ;)

    BJ

    ResponderEliminar
  10. Que boas dicas! Costumo comprar a Saber Viver e por vezes a Happy, ou então a Máxima, quando traz vouchers de desconto que valem a pena aproveitar :)

    http://coceat.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Por acaso a que acho melhor é a activa. É das únicas que gosto de ler, e acho que vale a pena.

    ResponderEliminar
  12. Concordo com as dicas! Tenho assinatura anual com a Vogue, porque é uma revista que nos mantém actualizadas e tal como referis-te para quem é blogger é uma grande ajuda. Sou bastante consumidora de revistas, mas às vezes compro consoante os temas, editoriais e até mesmo ao que a capa da revista nos apela. Gosto também de ler muito a Saber Viver, Activa e Máxima, considero as revistas mais femininas e com temas deliciosos.

    Beijinho, Filipa*

    ResponderEliminar
  13. Queria agradecer os vossos comentários. É muito importante receber o feedback de cada artigo que realizo.

    Um beijo,
    www.love-other-drugs.com

    ResponderEliminar
  14. Achei este post muito interessante, Joana!
    Eu já deixei de comprar revistas há algum tempo porque sinto que recebo a informação de que preciso através dos sites das próprias revistas e bloggers. No entanto de vez em quando tenho saudades de ler uma ou outra e compro.
    A Cosmopolitan há muito que deixou de ser a minha preferida pois com o tempo comecei a aperceber-me que é muito repetitiva e com pouco conteúdo realmente interessante.
    A que mais me agrada é a Activa, apesar de ser dirigida a um público mais velho.
    Beijinhos *
    eighteen and a life

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.